Loading

sexta-feira, 16 de julho de 2010

Starcraft II

Eu não tinha opinado até agora porque esse não é meu foco, mas tenho lido muita informação superficial que me deixou cabreiro. Hoje eu li no G1 uma matéria que sc2pt2 aumentou minhas dúvidas quanto as versões vendidas no Brasil. Então vamos aos fatos apurados dos quais eu não tenho absoluta certeza, mas…

  • a versão que será vendida por R$ 50,00 é limitada, ou seja, após 6 meses você não joga nem off-line; reparem no que está escrito na caixa (box vermelho) e o que foi noticiado pelo G1, “Inclui 6 meses de acesso ao jogo individual e jogo em grupo”.
  • a versão completa, com cerca de 7Gb, já pode ser adquirida pelo Battle.net por U$ 60,00 e tem acesso ilimitado.
  • a edição de colecionador, vendida antecipadamente pela Saraiva por R$ 500,00, é importada e por isso custa tão caro; uma versão brazuca ainda não existe.
  • quem comprar a versão brasileira e quiser continuar a jogar terá que fazer seu upgrade pelo Battle.net.
  • a Neoplay, responsável pela distribuição no Brasil, confirmou que será necessário um upgrade para acabar com a limitação de 180 dias mas não divulgou preços, o que é preocupante.

Agora faz sentido o custo de cinqüenta reais da caixa brazuca. Na prática, o jogo completo custa seus R$ 120,00 ou U$ 60,00. Se o site da globo estiver correto é mais fácil comprar a key e baixar o jogo completo doque correr atrás de uma caixa já que o upgrade pode sair mais caro. Saberemos em breve…

3 comentários:

Lekkão / Lekkis disse...

Quando vi q o SC2 ia ser vendido por 50 reais logo percebi q havia algo errado. No inicio achei q seria o acabamento da caixa e do manual, mas agora vc esclareceu.

PS: Gostei das mudanças no Blog.

Paladino do Cerrado disse...

Na verdade o acesso a BN é restrito, só isso.
Acredito que a Blizzard vai testar o mercado brasileiro e nossas conexões!

Beto disse...

Eu vou esperar para ver! Até estava empolgado em pegar a caixa de 50 conto, mas não sei não... nem quero saber do BN mas se bloquear o jogo solo ai é f....

Postar um comentário