Loading

segunda-feira, 21 de março de 2011

Duas facções, dois sentimentos

Lendo o comentário do Marcelo Almeida eu tive que concordar. Os sentimentos que envolvem o jogo em cada um dos lados são diferentes. Como eu joguei dos dois lados na íntegra, ou seja, sem repartir meu tempo com cada lado, posso dizer que é um pouco sobre esses sentimentos. Com raízes no RPG de mesa, tenho um vínculo emocional com meus personagens e com a história. Talvez por conta disso eu ainda não tenha enjoado do WoW. Sugestão do Marcelo, foi falar um pouco de minha experiência em cada um dos lados.

Eu sou Aliança!

alliance_white Comecei jogando pela Aliança porque era o certo, era a justiça e era o lado dos elfos. Não existe conto popular que não retrate os elfos como seres puros de coração e ideais. O que eu conhecia do lore eram as histórias do Warcraft 2 e 3. Muito pouco se persarmos na enormidade que é todo o seu conteúdo. Porém, era assim que eu via o jogo. Para mim, a horda era a escória que tinha que ser destruída. O inimigo.

Conforme o jogo avança, suas lutas contra a Horda se intensificam e seu ódio pelo inimigo vai aumentando, você começa a perceber que é quase uma luta solitária. Não é comum outro ally vir ao seu socorro. Não me leve a mal, isso ocorre bastante, mas de uma maneira diferente, quase como uma obrigação. Você ataca o horda porque é sua chance de matar um deles e não porque ele vai matar um ally.

O lore do lado da Aliança é cheio de traição, personagens orgulhosos e conflitos internos que ajudam a aumentar a sensação de isolamento. Aquela pergunta simples, “estou fazendo o certo?”.

O tempo vai passando e seu conhecimento da história aumentando. Nesse período passei a respeitar algumas raças inimigas como os Orcs, os Taurens e os Undead pela sua história. O período que eu joguei na Horda antes de ser ally na Blizz foi em private e nesses servers nada pode ser considerado. Então, ver o que ocorria no lore foi uma descoberta.

Jogar na aliança é mais desafiador.

Pela Horda!

horde_white Comecei a jogar junto com um amigo e ele sempre gostou da Horda, mas acabei convencendo a criar um char na Aliança. No ano passado, ele resolveu ir para a Horda e acabei acompanhando. Nem foi para jogar junto, apesar de estarmos na mesma guilda, temos ritmos bem diferentes. Fui pela história da Horda. Eu já via a Horda como os heróis injustiçados, vistos pelo mundo como inimigos sem que sua nobreza apareça.

Quando jogava pela aliança, o pessoal dizia que a horda tinha um trinket (ou anel, não lembro) exclusivo que podia invocar 10 outras players da horda instantaneamente quando eram atacados. E era verdade! Um horda que vê um companheiro sendo atacado não pensa duas vezes em ajudar. Os grupos de heróicas são mais tolerantes com players mais fracos e você lê muito menos inutilidades nos channels das cidades. A horda parece um pouco mais organizada em BG mas nada que desbalanceie.

Jogar na horda conhecendo o seu lore passa uma sensação de “eu sou nobre e ninguém vê isso, então eu preciso provar”.

Quando narro a história do Argalad e sua passagem de night elf para undead, eu reforça esse sentimento. Do abandono ao acolhimento em seu novo mundo.

Jogar na horda é mais amigável.

Conclusão

Existem coisas boas e ruins dos dois lados mas a forma de lidar com elas é um pouco diferente. Talvez os dois lados reflitam o próprio lore criado para eles.

Em uma história recém publicada no Brasil, um grupo de humanos mata um casal de jovens undead simplesmente por serem “corrompidos”. Um poderoso guerreiro, parente de um deles vai em busca de vingança e acaba com a pequena milícia que cometeu o crime mas deixa a melhor punição para o jovem líder responsável pelo ato. No final, vemos esse jovem transformado em undead contando sua história para dois soldados humanos capturados, na esperança que o ódio cego pela horda desapareça.

Esse pequeno conto reflete mais ou menos como os dois lados incorporam seus personagens. Não sei por quanto tempo vou permanecer na horda, até porque tenho vontade de fazer um Worgen, mas cada vez mais fico preso no lore da horda e seus personagens.

Enfim, escolha o lado que mais te agrada e divirtasse. No final, os dois lados tem seus defeitos e suas virtudes.

9 comentários:

Wakko disse...

Eu não curto confronto extremistas, mas se me perguntarem de qual lado vc ficaria, caso fosse necessario decidir, bom... diante dos fatos:

"...Não é comum outro ally vir ao seu socorro..." "...Você ataca o horda porque é sua chance de matar um deles e não porque ele vai matar um ally..."
Como diria Hatake Sakumo (pai de Hatake Kakashi), "Aquele que abandona seus amigos em um campo de batalho, não passa de um verme"

"...Um horda que vê um companheiro sendo atacado não pensa duas vezes em ajudar..."

FOR THE HORDE!!!

A questão não é ser fraco ou forte, a questão é ser companheiro ou não ser, e nesse caso, a horda (in game) mostra que todos são uma familia, mexeu com um, mexeu com todos!

As vezes deixo uma briga passar batido por eu estar farmando alguma coisa, ou pq eu estou 1 lvl que seja acima do oponente, mas se esse oponoente, independente do lvl (do 1 ao ultimo) estiver atacando um horda, paro o que eu estiver fazendo pelo simples prazer em ajudar o companheiro.

Hordenarios disse...

De fato o escrito acima é bem verdade
eu jogo completamente na horda mas criei um char na ally eses dias e fui trtada de modo completamente iferente
o interesse deles é diferente
a idade q a maioria joga é diferente a ateh os gostos dos players é diferente, talvez isso se de por uma questao de estetica ou n... mas eu amo a minha facção e a maioria dos emus amigos jogam nela, enfim
FOR THE HORDE

Hordenarios disse...

Ps: eu vou comentar esse post no meu blog, até pq a questao das facçoes é uma coisa q me interessa^^

Beto disse...

Por incrivel que pareça, as pessoas que eu conheço que deixaram os ally possuem um perfil semelhante e as que ficaram são diferentes dessas... não que sejam umas melhores que as outras, mas depois de um tempo vc começa a dizer... "esse cara é ally e se tem cara de horda"

Daniel disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Daniel disse...

Faz total sentido, ja passei pela horda, fui para a Ally (atualmente nela), e fiz um charzinho na horda de novo. Costumo brincar com o pessoal da guild que é pré requisito ter o set de pvp na Horda, os portões de Ogrimmar sempre lotados com pessoal duelando. A Ally é mais um monte de "lone wolfs" que em alguns momentos agem como uma matilha por que o alvo é o mesmo. Claro que não se pode generalizar, mas o unico motivo de eu ainda estar na aliança é minha guild, são pessoal boníssimas, e muito divertido de estar com eles.

Anônimo disse...

Bem meu amigo Virtual,pelo visto os sentimentos em relação a Ally/Horda são variados,mais não posso deixar de concordar que esse sentimento de acolhimento na Horda é o que foi mais marcante,no inicio concordo com você onde dizia da questão de achar "escória" muito engraçado isso,pois começei com um NElf Druida,o bom do tempo passar é poder perceber que estamos certos ou errados a respento de algo, hoje tenho um Tauren Paladino, quem diria.
Tenho 40 anos e jogo wow desde 2.4.0.... mais posso dizer que como uma pessoa que ja passou por diversos (privates) jogar na Blizzard é como a propaganda do Cartão de Credito "Não tem preço" apesar de as vezes eu estar pelado sem grana pro KEY, mais jogar na Blizzard e/ou Ally/Horda é uma experiencia muito incrível, pois esse jogo tem uma "coisa" que completa as pessoas,sabe aquela sensação de esta cercado de pessoas e mesmo assim se sentir sozinho!no game isso não acontece,parece que esta ali fazendo parte de algo maior,onde nos sentimos muito mais importante,por isso é tão cativante!
Em respeito a Ally e Horda e um bom jogo vou saudar a todos........
FOR THE WOW !
Abraços
Marcelo Almeida

Bronson disse...

Sempre joguei de Aliança desde início, só criei horda quando (minha época de Warsong) o server estava down.
Como vc disse, criar um char na Aliança, parecia o certo a ser feito, mas com o tempo percebi q (novamente como vc disse) a horda era a injustiçada.
E o interessante é q qdo brinco de horda parece q posso tudo principalmente upar matando Aliança.
Aliança é muito individualista, não curto isso, mas como sou "forever alone" ingame (cansei de esperar pela ajuda dos outros) e me viro sozinho.

Davidi disse...

Meu primeiro char foi um ally e acho que 99% dos players tb tiveram ally como primeiro char. Já me vi apanhando e o ally olhando e soltando lol. Na horda é mais dificil isso acontecer realmente ajudam , até quando não podem eheheh low levels.

Hoje em dia sou horda desde criancinha.

Postar um comentário